Lista de Desejos: o que eu gostaria de ganhar.

presentes de natal

Muita atenção! O post de hoje servirá como sugestão para quem quer presentear alguém nas festas de fim de ano, mas na verdade se trata de uma dica para quem está pensando em qual presente vai me dar! Espero que essa “indireta” chegue a quem é de direito! Me certificarei disso! rsrs

Dezembro é o mês do meu aniversário (que aliás, foi ontem) e também traz as festividades de fim de ano que gosto tanto, apesar de sempre me deixarem um pouco melancólica. Quem me conhece, sabe que não faço questão de ganhar presentes, me sinto até meio sem graça quando recebo um. E presentes em razão do Natal, acho que fazem menos sentido ainda, porque não deveria ser a razão dessa festa no final das contas. Mas, cá entre nós, também não irei reclamar se ganhar, não é mesmo?! rs

Pensando nisso, fiz a minha “listinha de desejos”, com alguns livros que gostaria de ler no próximo ano. O critério é totalmente subjetivo, mas caso você se identifique com as minhas razões, deixo aqui as sugestões:

– Livro: Graça Extravagante, de Barbara R. Duguid

Graça-Extravagante-Capa

Li um trecho desse livro, compartilhado pelo site do Voltemos ao Evangelho, e senti que é o tipo de conteúdo que eu preciso ler. A autora fala sobre o poder da graça divina, usando seu próprio testemunho para ilustrar. De acordo com a sinopse, é um livro sobre os propósitos de Deus para nossas falhas e culpas.

 

– Livro: O Racionalista Romântico, por John Piper e David Mathis

O-Racionalista-Romantico-C-S-Lewis

Não escondo de ninguém minha identificação com a obra de C.S. Lewis. No entanto, o conhecimento biográfico que tenho sobre o autor é muito superficial. Gostaria muito de ler algo mais profundo sobre a vida de Lewis, como esse livro promete ser. Sem contar que a obra é organizada por John Piper, cujo ministério admiro muito, de modo que a biografia deve trazer uma perspectiva da vida cristã de Lewis.

– Livro: O Pai Goriot, de Balzac

pai_goriot

Só porque já entrei na faixa dos 30, e acho pertinente começar a ler Balzac. Há muito anos atrás, li em uma extinta revista de Literatura uma resenha sobre a obra O Pai Goriot e já naquela época quis ler, mas, por mais que pareça bobagem hoje em em dia, conclui ser algo que deveria guardar para os meus 30. Enfim… está na hora.

 

– Livro: Os Vestígios do Dia, de Kazuo Ishiguro.

Os Vestígios do Dia - Kazuo Ishiguro

Kazuo Ishiguro é o ganhador do prêmio Nobel de literatura este ano, mas nunca li nada dele. Gostaria de começar com este, por ser o mais repercutido do autor, com direito até a adaptação para o cinema em filme homônimo, mas também ficaria feliz em ganhar algum outro de sua autoria.

 

– Planner para o Ano Novo.

É gente… Esse ítem entra na lista de desejos em razão da minha eterna peleja em busca de mais organização na vida. Até acho que tive evolução, mas neste ano de 2017 tentei eu mesma fazer um planner e não sei bem em qual parte do caminho me perdi. Para 2018, quero muito encontrar um já pronto (que seja intuitivo e economicamente acessível), com o qual eu me identifique e possa me acompanhar durante todo o novo ano. É o tipo de presente que eu mesma terei de me dar, pois acredito que quanto maior a minha identificação com ele, mais efetivo ele será.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s