Dia 1 – 30 Day Blog Challenge

Day1

Começando pela apresentação, meu nome é Mariana Marques, sou carioca e atualmente vivo no Canadá com o meu marido. No Brasil, já fui advogada e funcionária pública, mas hoje, longe de casa, estou me redescobrindo profissionalmente e posso dizer que isso reflete boa parte do que sou hoje em dia: alguém em busca, reconstruindo-se.

Acho difícil falar sobre si mesmo, afinal ninguém é uma coisa só o tempo inteiro e, como se não bastasse, o ser humano está em constante transformação, ou pelo menos, espera-se que esteja. Quem eu era há alguns anos atrás se difere de quem eu sou hoje em dia, e por mais que eu tente me definir, haverá grandes chances de a visão que tenho de mim mesma estar equivocada ou um pouco distorcida. Nem sempre é fácil se ver ou ser vista com clareza, é um exercício constante em busca de autoconhecimento e coerência. Mas, no geral, posso dizer que sou uma pessoa calma, embora lide com picos de ansiedade, e apesar de desejar muitas coisas, preciso de pouco para ser feliz… E sou! Daí já se percebe que possuo alguns dualismos.

Mariana

Não gosto de tirar fotos, então esse meu “eu” é de vários meses atrás.

Antes de responder às demais perguntas, faço menção ao post “Para quem eu escrevo?”, onde falo um pouquinho sobre minha relação com a escrita.

O que eu escrevo?

Com base no conteúdo do blog, creio que escrevo de tudo um pouco, desde opiniões sobre algum assunto, passando por dilemas do dia a dia, resenhas de coisas que eu gosto ou indico, troca de informações, reflexões sobre o mundo que eu percebo, e o que mais me der vontade de escrever. Já me arrisquei até na poesia em “Um soneto para o tempo”.

Por que eu escrevo?

Escrevo porque eu gosto. É primariamente um hobby que tem me feito muito bem, e estou encarando cada vez mais a sério. Hoje escrevo buscando me aprimorar ao ponto de encontrar um meio para exercer isso de forma relevante.

Quando e onde eu escrevo?

Na maior parte do tempo escrevo em casa, quando sinto vontade. Para o blog, especificamente, eu tento escrever mais aos fins de semana, para programar as futuras postagens, mas não é uma regra. Acontece muitas vezes de eu sentir me sentir inspirada para escrever sobre algo que acabei de pensar, de modo que não há dia certo. Além disso, tenho um caderninho que mantenho na cabeceira da minha cama que vira e mexe uso para fazer uns rabiscos, sejam ideias, inspirações ou textos que eu dificilmente publicaria agora.

Respondidas as questões, devo dizer foi muito bom pensar sobre elas. Muitas vezes fazemos alguma coisa por gostarmos, mas nem nos perguntamos os porquês. Foi um exercício válido.

Se você também escreve ou tem algum outro hobby, compartilhe aqui nos comentários os seus porquês. Vou gostar de saber.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s