Primeiro passo para uma grande mudança: Aprendendo a Administrar o Tempo

Aprendendo a Administrar o Tempo

Já dizia René Descartes (sim, aquele de “penso, logo existo”), lá em seu Discurso do Método, que “…os que andam muito lentamente podem avançar muito mais se seguirem o caminho reto, ao contrário dos que correm e dele se afastam”.

Mudanças são extremamente difíceis, e até doloridas as vezes, então realmente é preciso uma grande determinação para não desistirmos delas. Na citação do filósofo aí de cima, é possível tirar como lição do que se deve ter em mente: o fato de ser mais importante a constância do que a rapidez para alcançar um resultado. Mudanças reais levam tempo, comprometimento e até um certo investimento, por que não?

Na minha busca por uma vida mais organizada e com objetivos mais claros, tenho me sentido bem perdida no “por onde começar”, e resolvi me inscrever em um cursinho de Administração do Tempo, principalmente para identificar o que eu posso estar fazendo errado e onde posso melhorar.

Confesso que não tinha lá muita pretensão no curso, foi só uma medida que tomei por realmente estar me sentindo perdida e achei que não custava nada tentar. Mas descobri que grande parte de me sentir desorganizada vem da forma como me relaciono com o tempo que tenho. Está sendo uma experiência magnífica, e resolvi compartilhar aqui. Nos dois primeiros módulos, já pude tirar lições importantíssimas e tive a oportunidade de logo começar a aplicar para ver o quanto administrar bem o tempo faz mesmo grande diferença.

Bom eu sabia da importância de ter uma lista de prioridades, tanto que comecei a elaborar uma antes mesmo de iniciar esse cursinho, mas foi bem pouco funcional, já que em alguns dias eu não consegui atingir as minhas “metas”. E aí algo que aprendi no curso e agora parece óbvio foi a forma de definir essas metas. Não adianta você apenas listar o que precisa ser feito, é necessário criar um mecanismo eficaz para alcançar cada resultado, seja pessoal ou profissional. Então tente cumprir essas etapas:

  1. Definir uma meta específica, estipulando de forma bem definida o tempo em que deseja alcança-la.
  2. Delimitar as etapas necessárias para atingir essa meta específica (nem sempre será possível concluí-la em um dia apenas, sendo necessário “preparar o terreno” para obter esse resultado maior)
  3. Criar um “sistema” determinando o tempo que será gasto em cada etapa. Sendo aqui, onde será definido o que e como fazer, bem como a data e o prazo para cada execução.

Bom… é isso. Espero que as dicas sejam úteis. Lembrando que, colocar o planejamento no papel é muito importante, tanto para não se perder durante a execução como para avaliar os próprios resultados. É necessário gastar um tempo com planejamento, e muito importante ter em mente que mudanças desse nível levam tempo, sendo necessário manter a constância e não perder o foco.

Mari Marques.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s